Embora os padrões de segurança não sejam estritamente obrigatórios na maioria dos países, eles são uma fonte onde a indústria procura orientação para o manuseio da inflamabilidade. Por exemplo, a ISO 5149 (ISO 5149: 2014) Parte 1 descreve limites para limitar quantidades, dependendo do tipo de sistema, localização do sistema e acessibilidade por pessoas não acostumadas com os procedimentos de segurança relacionados ao sistema. A legislação local também terá influência, por exemplo, legislação nacional e códigos de construção. Os requisitos para refrigerantes inflamáveis são muito semelhantes nas diferentes classes de inflamabilidade, as diferentes propriedades de inflamabilidade resultam em riscos (probabilidades) e consequências diferentes; portanto, variando as cargas de refrigerante e, desse modo, os projetos para cada tipo de refrigerante.

Uma questão crítica dentro das várias normas, particularmente para refrigerantes inflamáveis e de maior toxicidade, é a carga máxima admissível de refrigerante. Dependendo do tipo de ocupação, diferentes abordagens são utilizadas para determinar esses valores. A Tabela A2-3 fornece alguns limites indicativos de carga (por circuito refrigerante) com base na ISO 5149: 2014 para situações selecionadas e um número de refrigerantes comumente discutidos.

Tabela A2-3: Resumo dos limites de PL e de tamanho de carga para refrigerantes e ocupantes selecionados de acordo com a ISO 5149

Veja também:

Carga mínima auxilia na mitigação dos danos ambientais

Redução de carga de fluido refrigerante

Por:Ana Basile

Comentários