A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) aprovou, entre os dias 15 e 16 de agosto, as normas ABNT  parte 1 e parte 2, referentes a vocabulário (parte 1), classificação, requisitos e condições de ensaio (parte 2) de expositores refrigerados.

Segundo Oswaldo Bueno, representante da Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (ABRAVA)/ABNT,  uma norma técnica estabelece um nível mínimo de desempenho para uma determinada aplicação ou equipamento, nesse caso, do desempenho de expositores refrigerados, normalmente utilizados em estabelecimentos comerciais para a venda de produtos alimentícios.

O setor brasileiro já utilizava a norma internacional ISO 23953 de 2015, que trata sobre os mesmos aspectos, porém, em inglês. “Algumas empresas do setor que atuam no Brasil seguem as recomendações desta norma em inglês e, após a tradução, o acesso a este documento deverá ser ampliado para todas as empresas do setor, uma vez que se elimina a barreira da língua estrangeira”, afirma o assessor técnico da UNIDO, Edgard Soares.

Bueno complementa que a tradução das normas é importante para manter o modelo internacional de forma acessível e padronizada, facilitando o respeito às normas quanto ao correto desempenho do sistema ou do equipamento.

Para a implementação das atividades do Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs (PBH) direcionadas ao setor de refrigeração, Soares explica que “essas normas são fundamentais e trazem maior segurança aos fabricantes de equipamentos, pois passam a ter o referencial já utilizado em sua versão mais recente, mas agora na língua portuguesa”.

O documento completo com a tradução aprovada pela ABNT tem o custo de R$107,10 (parte 1) e R$250,95 (parte 2). O acesso pode ser feito por meio do site www.abntcatalogo.com.br, informando o número da norma 23953 ou um nome de referência do expositor

Fonte Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs

Tags:, , , ,

Comentários