A Dasa, empresa de medicina diagnóstica que congrega marcas como Delboni e Lavoisier, em São Paulo, Alfa e Lâmina, no Rio de Janeiro, Cedic e Atalaia, no Centro-Oeste, LabPasteur e Image, na região Nordeste, entre outras, está expandindo sua atuação no Nordeste. Para tanto, inaugurou recentemente um novo Núcleo Técnico Operacional (NTO Dasa) em Recife, no bairro de Boa Viagem, com moderna estrutura tecnológica para a realização de diagnósticos.

Localizado em frente ao Aeroporto Internacional Guararapes – Gilberto Freyre, o Núcleo Técnico Operacional ocupa uma área de 2,6 mil m² e opera com o conceito de gestão integrada desenvolvido pela empresa. Os seis laboratórios da Dasa na região Nordeste serão atendidos pelo novo NTO: Cerpe e Gilson Cidrim, em Recife; Leme e Image, em Salvador; Lab Pasteur e Unimagem, em Fortaleza e Gaspar em São Luís. Além disso, os exames do Alvaro Apoio, centro diagnóstico da empresa que realiza análise de exames com respaldo técnico e científico da companhia para outros laboratórios, também serão processados no NTO Dasa Recife.

O NTO Dasa Recife vai abrigar a plataforma Atellica, da Siemens, que acaba de ser validada globalmente e está chegando ao Brasil. A automatização do controle e da calibração, o abastecimento contínuo de reagentes e a leitura 360º do código de barras estão entre os atributos na busca de segurança, qualidade e agilidade de processamento; além da otimização de tempo e escala de serviço. Num futuro próximo, há espaço para abrigar um centro de pesquisa e desenvolvimento científico e acadêmico com foco no diagnóstico.

O sistema de climatização das instalações do Núcleo Técnico Operacional foi desenvolvido para atender a uma necessidade industrial, cobrindo as salas de exames médicos (de sangue e componentes) e equipamentos clínicos de alta precisão. Com capacidade total instalada de 635,78 kW e capacidade de renovação de 68.128 m3/h, assegura o funcionamento de todos os equipamentos responsáveis por análises clínicas, como exames de sangue, biopsias e outros. O sistema utilizado foi o de expansão direta, do tipo VRF, com evaporadores de alta vazão e capacidade, com forte presença de automação. Segundo fontes da empresa, a razão da opção pelo sistema VRF deve-se à possibilidade de controlar cada ambiente de acordo com as programações dos usuários.

As salas de análises possuem controle de exaustão por variador de frequência, com troca de ar constante e 100% de renovação, executada por evaporador dutado. Para o sistema de renovação foram utilizados dutos de painéis pré-isolados com aplicação anti-bacteriana. As demais áreas trabalham com 50% de renovação do ar. Para o ar de renovação foram instalados filtros G4 + M5; na exaustão G4 + F5 e, para a climatização, G4 + M5.

A supervisão de todo o sistema de AVAC é centralizada através da plataforma Tracer SC Trane, possibilitando o controle de temperatura e umidade ambiente, além do controle de vazão de ar nos ambientes. Também são características do sistema, a operação e manutenção centralizada, com acesso remoto através de navegador de Internet; programação horária; gerenciamento de alarmes; envio de e-mail automático com avisos informativos e alarmes; relatório de tendência gráfico.

Algoritmo PID na lógica de controle de resfriamento e desumidificação e lógica de controle do tipo cascata (cascade control) corrigem a temperatura do ar do duto antes de atingido o ambiente, tornando mais precisos os controles. A comunicação entre os controladores e o sistema VRF se dá através do protocolo aberto ASHRAE/ANSI BACnet IP.

 

Ficha Técnica da obra

Nome da obra: Núcleo Tecnológico Operacional de Recife

Instaladora: Ourifrio Refrigeração Ltda
Projetista: Ourifrio Refrigeração e Trane
Projeto de arquitetura: LZA Engenharia e Gerenciamento
Sistemas VRF: Ingersoll Rand – Trane (635,78 kW
Exaustores: Ventilsilva
Automação e telemetria: Ingersoll Rand- Trane
Ventiladores do ar de exaustão: Qualitas
Difusores: Seimmei
Caixas de ventilação: Qualitas
Isolamento térmico das tubulações: Armacell
Dutos: MPU Clean – Multivac
Variadores de frequência: Danfoss

Veja também:

Eficiência energética reduz custo da operação
Sistema avançado para um espaço nobre
Modernização de um ícone paulistano

 

Tags:, ,

Comentários