Nos dias 2 e 3 de outubro último aconteceu a primeira edição do Curso de Sistemas de Água Gelada, ministrado pelo engenheiro Leonilton Tomaz Cleto e organizado pela Nova Técnica Editorial, editora da revista Abrava + Climatização & Refrigeração. O Curso, que teve o apoio da Associação Brasileira de Refrigeração, Ar-Condicionado, Ventilação e Aquecimento (ABRAVA) e pelo Chapter Brasil da American Society of Heating, Refrigerating and Air-Conditioning Engineers (ASHRAE), foi patrocinado por: Belimo, Daikin, Danfoss, IMI Hydronic Engineering, Johnson Controls Hitachi, Midea Carrier, Oventrop, Trane e Trox.

Leonilton Tomaz Cleto

Dividido em blocos, o curso percorreu os mais importantes conceitos utilizados nas áreas de projeto, instalação, comissionamento, operação e manutenção em sistemas de água gelada. Além da exposição do docente Tomaz Cleto, os participantes acompanharam painéis protagonizados por especialistas de empresas fabricantes de equipamentos e sistemas. Os painéis, em número de quatro, versaram sobre chillers, circuitos hidrônicos, automação e operação e manutenção e tiveram o protagonismo de Cristiano Brasil, da Midea Carrier; Hernani Paiva, da IMI; João Carlos Antoniolli, da JCI-Hitachi; Katuaki Hayashida Jr., da Danfoss; Leonardo Dobrianskjy, da Daikin; e Rafael Dutra, da Trane.

Ariel Gandelman, um dos participantes, explicou o que o atraiu no Curso: “Sou um jovem engenheiro na área e sinto cada dia mais que a qualificação profissional é o principal alicerce para desempenhar os trabalhos. Sistemas de água gelada são extremamente complexos e exigem um conhecimento profundo dos conceitos. A oportunidade de ter um curso de qualidade foi fundamental para permitir meu desenvolvimento como profissional.

Atuo na elaboração de projetos de AVAC-R e consultoria.”

Na outra ponta, com mais tempo de experiência em projetos e consultoria, o engenheiro Anderson Rodrigues, diretor da gaúcha Artécnica, foi motivado pela possibilidade de um “aprendizado com um instrutor com larga experiência em campo em sistemas de água gelada.” Sistemas hidráulicos de distribuição de água e estratégias de montagens de chillers em Centrais de Água Gelada foram os tópicos que, segundo o projetista, mais acrescentaram à sua formação.

Também um veterano no mercado, Breno Wasserstein, profissional com passagens por importantes empresas, como Day Brasil (no impulsionamento dos sistemas VRF Daikin no Brasil) e Samsung, entre outras, e atualmente diretor da Engenharia Estruturada, empresa especializada em viabilizar projetos de eficiência energética, afirmou que seu objetivo foi “fazer uma atualização com as novas tecnologias de sistemas de resfriamento com água gelada, pois fiquei cerca de 25 anos focado em sistemas VRF, trabalhando para fabricantes, desde 1.995. Tanto tempo focado apenas em sistemas tipo VRF me ‘bitolou’, pois era obrigado a entender que sistemas VRF eram a melhor solução para climatização de empreendimentos, o que é um mito e não verdade.”

Segundo Gandelman o “curso é excelente, foi muito acima das minhas expectativas. Um dos tópicos que mais me chamou a atenção foi a de mitos e verdades. Muitas vezes vivemos com ideias ou conceitos que nem sempre são verdades absolutas. O Prof. Tomaz, com muita profundidade, desmistificou muitos ‘mitos’.”

Rodrigues, por sua vez, entende que tópicos como análise de sistemas existentes, o retrocomissionamento, e os processos de comissionamento, não se encontram entre suas prioridades. Por outro lado, gostaria que fossem aprofundados tópicos como sistemas de controle de UTAs, comportamento dos sistemas hidráulicos, disposição de chillers, plantas com dupla temperatura, oportunidade do VFD nos chillers, além de mais concepções de sistemas de ar-condicionado com água gelada.

Wasserstein avalia, ainda, que o Curso pôde exercer grande influência nesta etapa da sua vida profissional: “Criei a Energia Estruturada, após 25 anos desenvolvendo o mercado de VRF para vários fabricantes, com um dos focos principais na atualização de Centrais de Água Gelada e a melhora de sua eficiência energética e de sua operação. Para isto, a experiência e conhecimento do engenheiro Leonilton Tomaz Cleto foi de fundamental importância e mostrou que a minha proposta é viável e com grande potencial de crescimento no mercado brasileiro.”

O diretor da Energia Estruturada avalia que tópicos como novos arranjos de sistemas de água gelada, sistemas de controle, comissionamento e o retrocomissionamento, entre outros, foram os mais significativos. “Como a proposta principal da minha consultoria é gerar economia operacional para o meu cliente e, a partir daí, ele poder utilizar estes savings para pagar a atualização do seu sistema de água gelada, é fundamental que estas economias ocorram ao longo da vida útil do sistema. Assim, entender qual o melhor arranjo, o sistema de automação e o comissionamento, são decisivos para o cliente e para o investidor.

“As mesas de debates também foram muito interessantes. Além de discutir os temas mais relevantes do momento com os principais fabricantes do mercado, permitiu o networking com as empresas, o que com certeza ajuda a aumentar ainda mais nosso nível de conhecimento e gama de soluções e produtos que podem ser aplicados. Acredito que o curso é imprescindível para quem quer atuar na área, e mesmo para quem já atua há muitos anos, pois o nível do conteúdo e das discussões é muito alto, e permite ótimo relacionamento entre as empresas e os profissionais participantes”, conclui Gandelman.

Tags:, , , , , ,

Comentários