Ar condicionado
Empreendimento corporativo triple A
Berrini One possui vários atributos de alto desempenho
postado em: 02/12/2015 16:30 h atualizado em: 09/12/2015 10:31 h

O Berrini One é um empreendimento corporativo Triple A, localizado na região do Brooklin, na capital paulista. O edifício conta com lajes corporativas de 366 m2 a 2.358 m², e tem projeto arquitetônico concebido pelo escritório Aflalo e Gasperini Arquitetos. Já o projeto de climatização foi desenvolvido pela Thermoplan e instalado pela Diagrama Ar.

Idealizado e construído pelo Grupo Bueno Netto Engenharia, os principais diferenciais do Berrini One, segundo a empresa, são a certificação LEED, existência de dois grandes geradores e ETA interna, reconhecimento facial; portas automatizadas anti-sinistro, obras de arte e esculturas assinadas por Diederichsen e Tora Brasil.

“Em um terreno com 10.966,54 m², o empreendimento comercial reúne inúmeros atributos que o caracterizam como um projeto diferenciado. Proporcionar a seus funcionários e clientes um ambiente de trabalho sustentável, eficiente e de bom gosto. Assim, o Berrini One, projeto no qual me envolvi em todos os detalhes, responde a demandas de mercado em contínuo estado de mudança, onde a qualidade não é mais vantagem quando isolada. Para ganhar destaque num mercado tão competitivo, a inovação constante é a única estratégia para a sobrevivência”, destaca Adalberto Bueno Netto, presidente do grupo.

O Berrini One é composto por unidades por andar: 3º ao 17º andar (2 unidades) / 18º ao 33º andar (1 unidade); lajes de até 2.358 m²; 4 subsolos, pavimento térreo, mezanino, 31 pavimentos tipo, 21 elevadores, sendo 13 sociais, 2 de serviço/segurança, 3 de transferência para os subsolos, 2 de serviço junto às docas e 1 elevador de acesso ao ático.

Fachada desenvolvida com incidência solar para controle da temperatura interna e persianas automatizadas que controlam a incidência dos raios solares

Arquitetura e iluminação

Diversas foram as soluções de projeto utilizadas para otimizar a eficiência energética da edificação, como vidros low-e com fator solar 0,34. Além dos vidros laminados refletivos, a fachada foi desenvolvida com incidência solar para controle da temperatura interna e persianas automatizadas que controlam a incidência dos raios solares nas salas, abrindo automaticamente quando necessário para a iluminação natural do ambiente. A iluminação das áreas privativas é dimerizada via sistema daffe, que reduz o consumo de energia elétrica ajustando a luminosidade de acordo com incidência externa; as áreas de escritórios, sanitários privativos e lobby também contam com persianas automatizadas para controlar a iluminação natural, auxiliando na redução do consumo de ar condicionado. As áreas comuns internas e externas também são controladas pela automação. 

Energia e climatização

O empreendimento possui geração de energia operando no sistema de peak shaving, ou seja, no horário de pico onde a energia elétrica é mais cara o edifício produz parte de sua energia a um custo menor para economia no custo da energia elétrica, com o gerador operando com gás natural, com menor índice de emissões tóxicas. O edifício ainda conta com entrada de energia em média tensão, elevadores com recuperação de energia cinética, entre outros itens de eficiência operacional.

O sistema de climatização utiliza motores de alto rendimento dotados de inversores de frequência, com condicionamento de ar via expansão direta tipo VRF e utilização de trocadores de calor. O sistema de ar é setorizado, sendo a distribuição feita via tubulação frigorígena entre condensadoras e evaporadoras e via dutos termicamente isolados entre evaporadoras e difusores, sendo a insuflação por difusores no teto. A capacidade nominal do sistema de climatização é de 1.070 TR.

Sistema possui motores dotados de inversores de frequência, com condicionamento de ar via expansão direta tipo VRF

Automação 

Segundo a Bueno Netto, o Berrini One é pioneiro no sistema de controle de acesso totalmente automatizado com reconhecimento facial, cartão de proximidade ou código QR. 

“O Berrini One não tem recepção e o acesso é por meio da tecnologia de reconhecimento facial e QR Code, interligado à chamada de elevadores. Ao invés do tradicional crachá de acesso, o sistema com tecnologia israelense realiza a identificação do usuário pela face, garantindo a segurança e trazendo praticidade para o dia a dia. O acesso dos visitantes será de maneira similar ao check-in de aeroportos. O visitante receberá um QR Code no seu smartphone antecipadamente, ou poderá emiti-lo em um totem no edifício. Esse código será utilizado para abertura das catracas”, explica Bueno Netto.

Todas as áreas comuns do edifício são gerenciadas por BMS (Build Management System), CFTV, SCA (sistema de controle de acesso), SDAI (sistema de detecção e alarme de incêndio).

O planejamento logístico também é um dos diferenciais do projeto. O acesso e circulação de serviço é totalmente independente, com área para veículos e espaço para carga e descarga isolados da área social, permitindo que mudanças e entregas de carga possam ocorrer a qualquer hora, sem prejudicar o funcionamento normal do edifício. 

Berrini One conta com geração de energia operando no sistema de peak shaving

Água e áreas verdes

Existe o reaproveitamento de água da chuva utilizada na irrigação dos jardins e vasos sanitários. O sistema de irrigação gerencia o racionamento de água e suspende a irrigação em caso de chuva. Visando a racionalização do uso de água na edificação, o edifício possui medição individualizada do consumo de água, além da utilização de vasos, torneiras e chuveiros de baixo consumo aprovados pelo LEED. 

Entorno

Em relação ao transporte público para acesso ao edifício, há faixa de ônibus que passa em frente à entrada principal, localizada na Avenida Engenheiro Luiz Carlos Berrini, com ponto de parada, e na entrada da Avenida Bandeirantes há ponto de parada de ônibus fretado, além da estação de trem Vila Olímpia. Há ciclo faixas em todo o entorno do empreendimento bem como dentro do mesmo. No 1º subsolo existem vestiários destinados aos ciclistas e bicicletário para locação de bicicletas.

Sistema de irrigação gerencia o racionamento de água e a suspende em caso de chuva

Ana Paula Basile Pinheiro - anapaula@nteditorial.com.br 

 

FICHA TÉCNICA

Empreendimento: Berrini One

Construtora: Bueno Netto Engenharia

Gerenciamento: Bueno Netto Engenharia

Consultoria de sustentabilidade: CTE

Comissionamento da obra: Ferreira Neves

Projeto de arquitetura: Aflalo e Gasperini Arquitetos

Projeto de climatização: Thermoplan Engenharia

Instalação: Diagrama Ar

VRF: Midea Carrier

Total de TR: 1.070 TR

Compartilhe essa matéria !
Deixe seu Comentário !


Seu nome:
 
Seu e-mail:
 
Mensagem:




Comentários