Refrigeração
Construção de câmaras frigoríficas
Uso de painéis pré-isolados confere rapidez e economia à instalação
postado em: 03/05/2017 10:54 h atualizado em: 05/05/2017 10:00 h

O mercado usa painéis de PUR/PIR produzidos continuamente e com encaixes do tipo macho e fêmea para a construção de câmaras frigoríficas, resultando num material de qualidade superior e de grande durabilidade. "As espumas em PUR/PIR são os produtos mais eficientes na retenção de frio. Esse controle rigoroso nos processos e a tecnologia de ponta garantem melhores resultados na eficiência térmica das câmaras, ocasionando redução de energia elétrica e custos de manutenção. Os ganhos na velocidade de produção e montagem também foram relevantes para atender a demanda do mercado atual", comenta o engenheiro Rafael Tomaz Zacarias, gerente de Engenharia e Orçamentos da Isoeste.

João Rodrigues, diretor Comercial da São Rafael, considera que os avanços mais importantes na refrigeração comercial foram a eletrônica embarcada, compressores com variador de frequência, válvulas de expansão eletrônica, iluminação LED, portas rápidas, e motores eletrônicos para evaporadores e condensadores.  "Poderíamos avançar mais se a pressão atual do preço inicial do equipamento não fosse tão grande. Devido a isso os quesitos relativos a consumo de energia muitas vezes ficam em segundo plano. Pela mesma razão, alguns recursos somente são inseridos em grandes instalações, onde os custos das inovações são mais diluídos. Já os componentes de câmaras frigoríficas que mais contribuíram, foram a maior aplicação de antecâmaras e docas refrigeradas, isolação térmica por painéis quanto ao tipo e espessura, controles eletrônicos mais avançados, e portas mais eficientes".

Em relação aos ganhos de projeto e montagem, o engenheiro Zacarias comenta que "todo o processo ganha com a automatização da produção e da garantia de qualidade. Dessa forma, os projetos podem partir de resistências mecânicas e térmicas garantidas e testadas, e a montagem evolui juntamente na parte tecnológica e com melhor técnica e produtividade".

"Vale ressaltar o grande ganho em relação à resistência contra incêndios que se consegue com os painéis com núcleo em PIR. São produtos com classificação IIA e com certificação FM Global, que confere às câmaras uma enorme resistência ao fogo e possibilitam aos frigoríficos grandes vantagens na questão de seguros", finaliza Zacarias.

Leia também: 

A caminhada para sistemas energeticamente eficientes e de baixo impacto ambiental

Compartilhe essa matéria !
Deixe seu Comentário !


Seu nome:
 
Seu e-mail:
 
Mensagem:




Comentários