Refrigeração
Limites de carga
Padrões para manuseio dos fluidos
postado em: 29/05/2017 13:43 h atualizado em: 30/05/2017 14:37 h

Embora os padrões de segurança não sejam estritamente obrigatórios na maioria dos países, eles são uma fonte onde a indústria procura orientação para o manuseio da inflamabilidade. Por exemplo, a ISO 5149 (ISO 5149: 2014) Parte 1 descreve limites para limitar quantidades, dependendo do tipo de sistema, localização do sistema e acessibilidade por pessoas não acostumadas com os procedimentos de segurança relacionados ao sistema. A legislação local também terá influência, por exemplo, legislação nacional e códigos de construção. Os requisitos para refrigerantes inflamáveis são muito semelhantes nas diferentes classes de inflamabilidade, as diferentes propriedades de inflamabilidade resultam em riscos (probabilidades) e consequências diferentes; portanto variando as cargas de refrigerante e, desse modo, os projetos para cada tipo de refrigerante.

 Uma questão crítica dentro das várias normas, particularmente para refrigerantes inflamáveis e de maior toxicidade, é a carga máxima admissível de refrigerante. Dependendo do tipo de ocupação, diferentes abordagens são utilizadas para determinar esses valores. A Tabela A2-3 fornece alguns limites indicativos de carga (por circuito refrigerante) com base na ISO 5149: 2014 para situações selecionadas e um número de refrigerantes comumente discutidos.

Tabela A2-3: Resumo dos limites de PL e de tamanho de carga para refrigerantes e ocupantes selecionados de acordo com a ISO 5149

Classe de refrigerante Refrigerante Limite prático (g/m3) Carga máx. em ambiente de 15 m2( conforto)* (kg) Carga max. em ambiente de 15 m2 (geral)* (kg) Carga max. em ambiente ocupado (A) Max. para ar livre ou casa de máquinas Taxa máxima para um gabinete ventilado

Classe de refrigerante

 Refrigerante

 Limite  prático  (g/m3)

 Carga  máx. em  ambiente   de 15  m2(  conforto)*  (kg)

Carga max. em ambiente de 15 m2 (geral)* (kg)

 Carga  max.  em  ambiente  ocupado  (A)

 Max.  para ar  livre ou  casa de  máquinas

 Taxa  máxima  para um  gabinete  ventilado

A1

HCFC-22

300

11.3

11.3

PL×RV?

Sem limite

Sem limite

HFC-134a

250

9.4

9.4

R-404A

520

19.5

19.5

R-407C

310

11.6

11.6

R-410A

440

16.5

16.5

R-744

100

3.8

3.8

A2L

HFC-32

61

1.3 – 4.9

2.3

12 (60‡)

Sem limite

60

HFC-1234yf

58

1.2 – 4.5

2.2

11 (56‡)

Sem limite

56

HFC-1234ze

61

1.3-4.8

2.3

12 (59‡)

Sem limite

59

A2

HFC-152a

27

0.5 – 1.7

1.0

3.4

Sem limite

17

A3

HC-600a

11

0.1 – 0.4

0.3

1.5

Sem limite

5.6

HC-290

8

0.1 – 0.4

0.3

1.5

Sem limite

4.9

HC-1270

8

0.1 – 0.3

0.3

1.5

Sem limite

6.0

B2L

R-717

0.35

0.01

0.01

4.5

Sem limite

23

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

δ δ δ Para sistemas com vários trocadores de calor internos, uma taxa mais alta pode ser permitida dependendo das circunstâncias; ‡ para sistemas com múltiplos permutadores de calor internos; † dependendo das condições de instalação; * ambiente de 2.5 m de altura

Nota: As cargas admissíveis e máximas são por circuito de refrigerante individual

Nota: Os valores fornecidos nesta tabela são indicativos e a determinação dos limites de tamanho de carga de refrigerante para tipos específicos de sistemas e locais de instalação requer o uso da norma e os valores nesta tabela não devem ser tomados como um substituto.

(Do mesmo relatório - UNEP RTOC)

Compartilhe essa matéria !
Deixe seu Comentário !


Seu nome:
 
Seu e-mail:
 
Mensagem:




Comentários